PERSONAL CHEF

PERSONAL CHEF
ver abaixo meus serviços

MINHAS HABILIDADES

  • Elaboração de fichas técnicas, treinamento de pessoal
  • Formulação de estatísticas de consumo e descarte de alimentos
  • atendimento ao cliente
  • Organização geral de materiais, alimentos e mão de obra
  • controle higiênico sanitário
  • Controle de estoque de matérias prima ,de elaborados e de custos gerais
  • Formular pedidos de compra
  • Elaboração de cardápios

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

CABRITO AO FORNO

Cabrito ao forno(receita da Osteria Don Boseggia)
Ingredientes
1 pernil de cabrito
20 g de alecrim
15 g de alho
10 g de sal
5 g de pimenta-do-reino
30 ml de azeite
30 g de manteiga
400 ml de caldo de galinha
100 ml de vinho branco
Preparo
Marine o pernil de um dia para o outro com todos os ingredientes (apimenta deve ser colocada sobre a carne).No dia seguinte, disponha o pernil em uma assadeira com o caldo damarinada e cubra-o com papel-aluminio. Leve ao forno preaquecido(220ºC) por cerca de 2h30. Retire o papel-aluminio, reserve o molhoque restou na assadeira e volte ao forno por mais 10 minutos para dourar.
Sirva fatiado com o molho, brocolis e batatas coradas

FELIZ NATAL



Que este Natal seja o início de um novo tempo, onde se cultive bons sentimentos e se tenha uma colheita farta de amor, fraternidade, união e muita paz.

Que o amor de Cristo ilumine sua vida e dos seus faminiares trazendo-lhes felicidade e properidade no ano vindouro.


Feliz NAtal!Feliz Ao Novo!

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Pão de Mel








Pão de Mel
Rende 45-50 unidades
Ingredientes

3 colheres (sopa) de chocolate em pó
1 copo (200 ml) de mel
1 xícara (chá) de açúcar refinado
1/2 xícara (chá) de açúcar mascavo
1 copo (200 ml) de chá forte de cravo, canela, erva-doce e gengibre em pó
4 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (chá) de canela em pó
1 colher (café) de cravo-da-índia em pó 1 colher (café) de gengibre em pó 1 colher (sopa) de bicarbonato de sódio
1 xícara (chá) de leite
Cobertura
700 g de chocolate ao leite e meio amargo (meio a meio) 1. Bata na batedeira o chocolate, o mel e os açúcares refinado e mascavo. Acrescente o chá frio, a farinha de trigo, a canela, o cravo e o gengibre. Por último, adicione o bicarbonato de sódio dissolvido no leite. 2. Distribua a massa em for­minhas redondas de 5 cm de diâmetro e 2,5 cm de altura cada uma, untadas e polvilhadas com farinha de trigo. Leve ao forno preaquecido a 170ºC por cerca de 20 minutos. Retire do forno e deixe esfriar (1). Se preferir, use uma assadeira grande e corte no formato desejado depois de assado. 3. Corte as “tampas” do pão de mel, no nível da forminha (2). Em seguida, desenforme (3) e corte ao meio, no sentido horizontal, mas sem separar as metades. 4. Coloque o recheio (receita na pág. 58) no centro dos pães de mel, sem exagerar na quantidade (4). Feche, apertando delicadamente (o recheio naturalmente se espalha até as bordas, sem transbordar). Isso é necessário por causa da cobertura. Reserve. 5. Cobertura: derreta o chocolate em banho-maria, mas não deixe a água ferver. Em seguida, despeje numa pedra, para temperar (5) e “tempere” com uma espátula (6). Volte o chocolate temperado para a panela. 6. Passe os pães de mel no chocolate derretido (7) e escorra o excesso (8). Coloque numa assadeira, forrada com papel-alumínio e leve à geladeira por 10 minutos. Antes de decorar, retire com uma faca o excesso de chocolate da base. Convém usar uma luva, para não deixar marcas dos dedos na cobertura.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

LULAS RECHEADAS

Ingredientes:
6 lulas grandes
12 camarões graúdos
2 pães franceses
½ xícara de leite
1 cebola picada
4 ramos de salsinha
Sal e pimenta
1 xícara de vinho branco
1 xícara de água
1 cebola picada
1 alho poro em rodelas
1 cenoura picadinha
3 colheres de sopa de creme de leite
Salsinha para enfeitar
Modo de preparo:
- Molhe o miolo de pão no leite. - Limpe bem as lulas, retire os tentáculos e pique. - No processador, coloque a cebola, o miolo de pão espremido, a salsa, os tentáculos e os camarões. Tempere com sal e pimenta. - Recheie cada lula com esta pasta e feche com um palito. - Numa panela, coloque a água, o vinho, a cebola, o alho poro, a cenoura e as lulas recheadas e cozinhe. - Retire as lulas e conserve-as aquecidas.
- Reduza o caldo e junte o creme de leite.
- Regue as lulas com este molho e sirva em seguida.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Dieta para um coração saudável

Food and Drug Administration dos Estados Unidos,publicou um documento onde é reunido de forma sintética umconjunto de factos e conselhos alimentares que considera essenciais paraque possamos ter um coração saudável. Neste documento é dada,em particular, informação e conselhos sobre: o consumo de gorduras,de sal, de fibras, de calorias, conselhos para perder peso, e conselhossobre a leitura das etiquetas dos alimentos que compramos. A versãoem Espanhol deste folheto intitula-se "Dieta para um CorazónSaludable" e poderá ser descarregada gratuitamente

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

QUINDIM

15 gemas de ovos grandes
180g de açúcar
125ml de leite
75g de coco ralado seco hidratado com 2 colheres de sopa de água quente
suco de 1/4 de limão
uma pitadinha de sal

Coloque as gemas numa peneira de trama grande e fure-as com um garfo. Deixe escorrendo sem ficar raspando a colher sobre elas. Vá mexendo a peneira de um lado para outro e por fim tire o excesso de baixo da peneira com uma colher de silicone.Coloque os demais ingredientes e misture bem para dissolver o açúcar. Despeje em forminhas untadas com manteiga sem sal e polvilhadas com açúcar granulado fininho.

Coloque as forminhas em assadeira com água quente e leve ao forno pré-aquecido a 250oC por cerca de meia hora. A superfície deve estar levemente corada. Depois baixe a temperatura para 170oC e deixe por mais uma hora.Desenforme ainda quente, passando uma faquinha de ponta fina em volta das forminhas.

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

GINÁSTICA PARA O CÉREBRO


NEURÓBICA - GINÁSTICA PARA O CÉREBRO
Trocar de mão para escovar os dentes é bom para o cérebro. O simples gesto de trocar de mão para escovar os dentes, contrariando a rotina e obrigando à estimulação do cérebro, é uma nova técnica para melhorar a concentração, treinando a criatividade e inteligência e, assim, realizando um exercício de NEURÓBICA.
Uma descoberta dentro da Neurociência, vem revelar que o cérebro mantém a capacidade extraordinária de crescer e mudar o padrão de suas conexões. Os autores desta descoberta, Lawrence Katz e Manning Rubin (2000), revelam que a NEURÓBICA, a "aeróbica dos neurônios", é uma nova forma de exercício cerebral projetada para manter o cérebro ágil e saudável, criando novos e diferentes padrões de atividades dos neurônios em seu cérebro.
Cerca de 80% do nosso dia-a-dia é ocupado por rotinas que, apesar de terem a vantagem de reduzir o esforço intelectual, escondem um efeito perverso: limitam o cérebro. Para contrariar essa tendência, é necessário praticar exercícios "cerebrais" que fazem as pessoas pensarem somente no que estão fazendo, concentrando-se na tarefa. O desafio da NEURÓBICA é fazer tudo aquilo que contraria as rotinas, obrigando o cérebro a um trabalho adicional.

Tente fazer um teste:

01 - Use o relógio de pulso no braço direito;02 - Escove os dentes com a mão contrária da de costume;03 - Ande pela casa de trás para frente; (Vi na China o pessoal treinando isso num parque);04 - Vista-se de olhos fechados; 05 - Estimule o paladar, coma coisas diferentes;06 - Veja fotos de cabeça para baixo;07 - Veja as horas num espelho;08 - Faça um novo caminho para ir ao trabalho;09 - Converse com o vizinho que nunca dá bom dia... 10 - Comece agora trocando o mouse de lado.A proposta é mudar o comportamento rotineiro.Tente, invente, faça alguma coisa diferente e estimule o seu cérebro.
Vale a pena tentar!

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Alimentação na menopausa


É Bom Saber
O papel da alimentação na menopausa
A alimentação deve sofrer uma redução de 200 a 400 kcal diárias, devendo ser pobre em gorduras e açúcares, e rica em frutas, vegetais, fibras e grãos. A ingestão de cálcio e vitamina D é fundamental. O magnésio, que também ajuda a complementar a dieta, pode ser encontrado nos cereais de trigo integral, castanhas, carnes, leite, vegetais verdes e legumes. Bebidas como café, chá, colas e outros refrigerantes devem ser evitadas ao máximo, assim como bebidas alcoólicas. Evite também alimentos ricos em sódio
Outras recomendações
Evitar fumar e praticar regularmente exercício físico ajuda a manter o peso ideal, para além de reduzir a pressão arterial e prevenir o aparecimento da osteoporose e de doenças cardiovasculares. A glicemia, os níveis de colesterol, triglicérides e pressão arterial, devem ser controlados regularmente. Algumas técnicas de relaxamento e meditação ajudam a ultrapassar melhor os sintomas característicos da menopausa. Evite fumar.
Fonte: http://www.medicosdeportugal.iol.pt/action/2/cnt_id/1047/

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Cheesecake de frutas vermelhas


Ingredientes

- 1 pacote de biscoito maisena batido

- 100 g de farinha de amêndoas (bata as amêndoas torradas no liquidificador)

- 60 g de manteiga derretida

- quanto baste de açúcar- quanto baste de sal

Recheio:

- 250 g de cream cheese

- 180 g de açúcar- 20 g de farinha de trigo

- 1 colher (sopa) de raspas de laranja

- 2 colheres (sopa) de raspas de limão

- 10 g de açúcar de baunilha

- 5 ovos

- 2 gemas

Calda:

- 2 xícaras (chá) de frutas vermelhas- 1 xícara (chá) de açúcar- 1 xícara (chá) de água

Modo de Preparo

Misture os ingredientes e deixe descansar na geladeira por, mínimo 2 horas.Forre as laterais da forma com esta mistura. Pressione bem.Preasse em forno convencional.Recheio:Bata na batedeira o creamcheese e o açúcar. Acrescente os ovos 1 a 1,batendo bem em baixa velocidade.Coloque o recheio sobre a massa fria.Asse em forno médio 170ºC, até solidificar o recheio (ainda mole).Calda:Cozinhe os ingredientes por 30 minutos em fogo baixo.

Rendimento: 12 porções

terça-feira, 13 de novembro de 2007

"LEGUME" QUE TIRA A FOME

Café Revista
Café com... ciência
Descoberto na Índia “legume” que tira a fome

Publicado em: 8/11/2007 às 09h51

Uma novidade acaba de ser descoberta e começa a revolucionar tudo o que se estudou até hoje com relação ao combate à obesidade. Trata-se da Caralluma Fimbriata, uma espécie de legume usado na Índia por homens que precisam manter o pique durante todos os dias em que passam caçando, sem ter tempo para comer.

Para isso, eles mastigam grossos pedaços da planta, ficam mais ativos e não sentem fome. A planta é uma espécie de cacto que costuma crescer ao ar livre ou em estufas. Também pode ser encontrada na África, EUA e Europa.

No Brasil, a Caralluma Fimbriata é manipulada e indicada para emagrecer, diminuir o açúcar do sangue, suprimir o apetite e aumentar a resistência.

Acredita-se que a planta bloqueia a atividade de várias enzimas que formam blocos de gordura, concentrando-as em reservas gordas a serem queimadas. Por outro lado, acredita-se que a mesma aja no cérebro inibindo o apetite.

A planta, tal como um legume comum, pode ser usada em conserva com molhos picantes ou pode ser ingerida cru. Os componentes fitoquímicos são: saponinas, pregnane, glycosides, flavone glycosides e mgastignane glycosides.


(Fonte: Dra. Sylvana Braga, médica ortomolecular, nutrologista, reumatologista e fisiatra)

segunda-feira, 12 de novembro de 2007



Veja como preparar tomates secos

Os tipos de tomate mais indicados são o Italiano (à esquerda) e o Débora

Os tomates têm que ser cortados ao meio

A polpa e as sementes devem ser retiradas de todos os pedaços

Pique um dente de alho, retirando o pedacinho verde que fica no centro

Também pique algumas ervas, as mais indicadas são o alegrim e o orégano fresco

Misture as ervas e o alho com uma colher de sopa de sal e a mesma medida de açúcar

Polvilhe os pedaços de tomate com essa mistura

Despeje um 'fio' de azeite sobre cada pedaço de tomate

Coloque os tomates no forno a 60 graus por aproximadamente oito horas

Depois de cerca de seis horas, virar os tomates para que a água que se formou na cavidade seja retirada

Depois de retirados do forno, é possível manter os tomates secos em conserva. Basta colocar azeite e, caso não tenha já preparado os tomates com as ervas, adicionar pedaços das folhas (sem picar) e dentes de alho (inteiros ou divididos ao meio)

Além da conseva, o tomate pode ficar sem nenhuma outra preparação

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

ALIMENTOS QUE FAVORECEM O HUMOR

CARBOIDRATOSA teoria mais difundida é que a ingestão de carboidratos (pães, arroz, massas, farinhas e cereais) abre caminho para a entrada de uma quantidade maior de triptofano no cérebro, onde ele é transformado em serotonina, o neurotransmissor bastante conhecido como “substância química calmante”. Foi formulada a hipótese de que a sacarose (açúcar simples) age determinando de alguma maneira a liberação de endorfinas. Isto explicaria a tendência de consumir petiscos doces nos períodos de estresse e a preferência por doces durante festas superanimadas. OVOS, FÍGADO E SOJAAlém disso, a colina e a lecitina, presentes nos ovos, no fígado e na soja, afetam de maneira favorável o funcionamento do cérebro em pessoas com alteração de humor. VEGETAIS DE FOLHAS VERDESOs vegetais de folhas verdes e algumas leguminosas são fontes de ácido fólico, um potente antidepressivo. Esse nutriente, quando reduzido no organismo pode abaixar os níveis cerebrais de serotonina. Deve-se saber, no entanto, que quantidades exageradas desse nutriente são tóxicas. CARNES, GRÃOS INTEGRAIS E LEVEDO DE CERVEJASão fonte de vitamina B6 que atuam no humor da mesma forma que o ácido fólico. FRUTOS DO MAR E CASTANHA-DO-PARÁOs frutos do mar também podem melhorar o humor pois possuem um alto teor de selênio, um mineral, que se muito reduzido pode ocasionar uma depressão. A castanha-do-pará é também muito rica neste mineral. Sua forma de atuação é desconhecida, mas é possível que os poderes antioxidantes do selênio estejam envolvidos. Qual é o nutriente mais poderoso? São os carboidratos. Embora o triptofano um aminoácido encontrado também em todas as proteínas completas como as carnes, o leite e os ovos, no entanto, mesmo depois de uma refeição rica em proteínas, pouca quantidade desse aminoácido atinge o cérebro devido à competição com outros aminoácidos. Por outro lado, depois de uma refeição rica em carboidratos, a insulina atua mais intensamente sobre os aminoácidos realizando um papel de maior destaque na distribuição dos mesmos, assim, uma quantidade maior de triptofano é desviada para o cérebro fornecendo uma maior quantidade de serotonina. Complexos vitamínicos funcionam também? A suplementação vitamínica pode funcionar para uma melhora no humor já que a carência de algumas vitaminas pode contribuir para o mau humor. Sabe-se que uma carência de vitamina B6 ou ácido fólico no organismo pode levar a uma diminuição na síntese de serotonina, neste caso, a suplementação agiria diretamente sobre o humor. No entanto, vale sempre lembrar que, a melhor forma de obter esses nutrientes é por meio de uma alimentação equilibrada e variada. Os vegetais de cores amarela, verde e vermelho são os melhores para o combate do mau-humor? Por quê? Esses vegetais são fontes das vitaminas A, C e algumas do complexo B, assim, a ingestão adequada desses vegetais irá suprir as carências vitamínicas deixadas pelos distúrbios de humor, e além disso, poderá aumentar a produção de serotonina, como citado acima. O que deve ser evitado? Cafeína (em excesso), álcool e alimentos com alto teor de gordura (já que o estresse prejudica o funcionamento do sistema digestivo).

Fonte: Bem Estar

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Amigos!

Muito interessante mesmo.....leiam, e vejam o clip depois.

Publicado no jornal "O Globo" de domingo passado.

Numa experiência inédita, Joshua Bell, um dos mais famosos violinistas do Mundo, tocou incógnito durante 45 minutos, numa estação de metrô de Washington, de manhã, na hora do rush, despertando pouca ou nenhuma atenção. A iniciativa foi do jornal "Washington Post", com a idéia de lançar um debate sobre arte, beleza e contextos.

Ninguém reparou também que o violinista tocava com um Stradivarius de 1713 - que vale 3,5 milhões de dólares. Três dias antes, Bell tinha tocado no Symphony Hall de Boston, onde os melhores lugares custam 100 dólares. Ali na estação de metrô foi ostensivamente ignorado pela maioria, à exceção das crianças, que, inevitavelmente, paravam para escutar Bell... Segundo o jornal, isto é um sinal de que todos nascemos com poesia e esta é depois, lentamente, sufocada dentro de todos nós. "Foi estranho ser ignorado" disse Bell, que é uma espécie de 'sex symbol' da música clássica, vestido de jeans, t-shirt e boné de basebol, interpretou "Chaconne", de Bach, que é, na sua opinião, "uma das maiores peças musicais de sempre, mas também um dos grandes sucessos da história". Executou ainda "Ave Maria", de Schubert, e "Estrellita", de Manuel Ponce - mas a indiferença foi quase total.Esse fato, aparentemente, não impressionou os usuários do metrô. "Foi uma sensação muito estranha ver que as pessoas me ignoravam", disse Bell, habituado ao aplauso. "Num concerto, fico irritado se alguém tosse ou se um celular toca. Mas no metrô as minhas expectativas diminuíram. Fiquei agradecido pelo mínimo reconhecimento, mesmo um simples olhar", acrescentou. Diretor da National Gallery, não se surpreende: "A arte tem de estar em contexto". E dá um exemplo: "Se tirarmos uma pintura famosa de um museu e a colocarmos num restaurante, ninguém a notará". Aqui fica o filme no Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=hnOPu0_YWhw

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

TORTA MOUSSE

TORTA-MOUSSE

Ingredientes

- 100 g de chocolate meio amargo

- 4 ovos

- 10 colheres (sopa) de açúcar- â…“ de xícara de cacau em pó

- 6 colheres (sopa) de manteigaRecheio:

- 400 g de chocolate meio amargo

- 3 xícaras de creme de leite frescoCobertura:

- 250 g de chocolate meio amargo

- 1 ½ xícara de creme de leite fresco

Modo de Preparo

Derreta o chocolate em banho-maria.Bata as claras em neve com 3 colheres (sopa) do açúcar. Adicione o chocolate e depois o cacau.Em outra tigela, bata as gemas com o açúcar e junte a manteiga. Adicione a mistura de claras.Desenhe um círculo de 25 cm de diâmetro sobre papel-manteiga.Preencha-o com a massa e leve para assar.Depois de frio, pressione o aro sobre a massa e despreze as aparas.

Recheio:Coloque o chocolate em 1 xícara de creme de leite fervente.Bata o restante do creme de leite até obter picos e junte à mistura de chocolate.Leve à geladeira.Cobertura:Junte o chocolate ao creme de leite fervente.Bata até obter uma mistura homogênea e jogue sobre a torta depois de fria.

Montagem:

No prato de servir, coloque o disco de massa.Forre a lateral interna do aro com o papel e coloque sobre a massa.Despeje o recheio.Deixe gelar por 6 horas.Antes de servir, despeje a cobertura por cima da torta.

Rendimento: 16 fatias

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

A CARTA(ótima)

Querida Fabiana,
Muito obrigado pela sua linda e carinhosa carta. Olha, acredita em mim, eusei me cuidar, você não precisa se preocupar comigo. Aqui em casa está tudo na mais perfeita ordem durante sua ausência. Enquanto você não volta, estoupreparando meu próprio almoço, e me espanta a cada dia, como está dando tudotão certo. Já que sempre estou na pressa, ontem decidi fazer batata frita. Só me diz uma coisa, era preciso descascar a batata? No meio tempo eu fuibuscar uns brioches na padaria. Quando voltei o esmalte da frigideira estavatodo derretido. Nunca pensei que essa frigideira vagabunda agüentasse tão Pouco. Logo você que me dizia que o Teflon segurava qualquer coisa!De toda forma já consegui tirar toda a fuligem da cozinha, mas o Fred, ogato, ficou preto que nem um corvo e agora fica tossindo o dia todo. Desde então ele sempre entra em pânico e foge quando remexo nas panelas ou acendoo fogão. Já que pelo menos uma vez ao dia preciso de uma refeição maiselaborada, acho que o gato nunca mais deu as caras.E me diz uma coisa, quanto tempo precisa pra cozinhar os ovos? Eu já deixei eles fervendo há duas horas, mas mesmo assim eles continuavam duros que nemuma pedra. Me diz também se ainda se dá pra reaproveitar leite queimado.Você quer que eu guarde na despensa até que você volte?Semana passada tive um pequeno contratempo cozinhando as ervilhas, eu pegueiuma lata e decidi esquentá-la. Mas infelizmente ela explodiu dentro domicroondas. A porta do microondas foi arremessada pra fora da cozinha e infelizmente 'nossa pequena estufa de inverno agora está quebrada, a janelatambém. Já que a janela estava fechada (preciso fazer isso antes de começara cozinhar senão os bombeiros aparecem de novo), a porta do microondas levouela junto, tamanha foi a força. A lata de ervilhas, por sua vez, decoloufeito um foguete, atravessou o teto e acertou a filha do seu Freitas, nossovizinho de cima. Acho que ela passa bem.Já aconteceu contigo também de a louça suja criar mofo? Como é possível issoacontecer em tão pouco tempo? Afinal, você foi embora só no mês passado,parece que foi ontem! Aliás, atrás da pia tem de tudo quanto é bicho, daquia pouco vai dar pra fazer um documentário e vender pro National Geographic. De onde saíram esses bichos cheios de pernas? Você colocou alguma coisa quenão devia ali atrás?Bom, isso acabou dando ensejo pra eu tomar atitude e lavar a louça. Porfavor não me xinga, meu amor, mas aquele lindo jogo de pratos de porcelana da Vovó já era. Eu realmente não contava que isso fosse acontecer, afinalparecia tão robusto e sólido. Bom, talvez eu também tenha exagerado aocolocar programa completo com centrífuga" na máquina de lavar. Aliás, a máquina 'de lavar também escangalhou. A faca de aço temperado que eu boteilá dentro danificou um pouco o cilindro durante a centrifugação, e estápresa na parede agora. Quanto ao cilindro, ele atravessou a parede de tijolos, deixando um pequeno rombo, e agora está lá jogado no jardim.Durante o último almoço eu emporcalhei o seu tapete persa - com molho detomate. Você sempre me dizia que mancha de molho de tomate é impossível de tirar. Como você é bobinha, meu amor, com um pouco de aguarrás não tiveproblema algum, saiu tudinho, inclusive a cor e o feltro do tapete.A geladeira estava criando muito gelo, então tive que fazer um defrost nela.Você às vezes é tão ingênua com isso, o gelo sai fácil fácil se você raspaele com uma espátula de pedreiro! Não sei por quê, mas agora a geladeiraaquece. De toda forma a carne ficou bem passada. O iogurte, a água com gás eo champanhe também, explodiu tudo. No mais, meu amor, na última quinta-feiraesqueci de trancar a porta da casa. Alguém deve ter invadido, porque estãofaltando alguns objetos de valor, inclusive aquele colar de marfim que o seubisavô trouxe da expedição na África no século XIX. Mas como você sempre diz o dinheiro não traz felicidade, e tudo é material e efêmero.Bem, o seu guarda-roupas também está vazio, mas acho que não devem ter levado muita coisa, afinal sempre que saímos para jantar à noite você dizque nunca tem nada pra vestir. Ah, queimou a luz do porão. Quando eu quislevar comida para os coelhos, 'eu derrubei a vela. Bom, como posso explicar,um dos coelhos agora ficou sem pêlo. Sabe, até que ficou bem gozado!Bom, por enquanto vou finalizar por aqui, mas pode deixar que amanhã eu teconto muito mais! Espero que você relaxe bastante no SPA e curta muito o seudescanso.Beijos mil, com muito carinho, do seu querido Afonso que te ama muito!!!!PS: Sua mãe, quando deu uma passadinha aqui pra ver como estavam as coisas,sofreu um infarto. O velório foi ontem à tarde, mas eu preferi não te contarnada para não te aborrecer à toa. Afinal, você tem que aproveitar suasférias e voltar supertranqüila do seu SPA.
Beijo!Afonso

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Bolo crocante


Homenagem à " Revista Gula"



Pão-de-ló com avelãs, umedecido em calda de rum e laranja, com camadas intercaladas de creme crocante e baunilha, tudo recoberto por chocolate. Está feita a receita da festa de 15 anos de GULA. Um bolo pode assumir qualquer uma de suas incontáveis facetas – simples ou trabalhado, massa lisa ou recheada, cobertura clara ou escura, homogênea ou não.
Pouco importa. A única regra é que satisfaça ao paladar de quem aniversaria e de seus convidados. Foi essa a recomendação feita ao Buffet Fasano, na hora de encomendar o símbolo da comemoração. A revista queria um bolo elegante e saboroso, exatamente como ela tem sido até hoje (modéstia à parte...). Executado com primor, foi parar na capa da edição de aniversário. Nada mais justo.


BOLO CROCANTE DE AVELÃ
Ingredientes (12 porções)
Pão-de-ló
12 claras
300 g de açúcar
18 gemas
150 g de avelãs torradas e trituradas
150 g de farinha de trigo
Recheio de crocante com baunilha
550 g de açúcar de confeiteiro
150 g de avelãs torradas
1 fava de baunilha
300 ml de leite integral
15 gemas
500 g de manteiga sem sal (em temperatura ambiente)
Calda (para regar o pão-de-ló)
300 ml de água
150 g de açúcar
Raspas da casca de 1 laranja (sem a película branca)
1 pedaço de canela em pau
150 ml de rum
Cobertura do bolo
300 ml de água
360 ml de creme de leite fresco
150 g de cacau em pó
400 g de açúcar
100 g de glicose em pasta
30 g de gelatina incolor (hidrate antes de usar)
Decoração
Folhas de ouro comestíveis
Favas de baunilha
Lâminas de amêndoas
PREPARO
Pão-de-ló
Bata as claras com 100 g do açúcar, até obter ponto de neve firme.
Bata as gemas com o restante do açúcar, para alcançar uma mistura consistente e quase esbranquiçada.
Junte as avelãs com a farinha, acrescente as claras batidas e por último as gemas, misturando suavemente. Forre com papel-manteiga duas fôrmas redondas de 30 x 30 cm.
Divida a massa nas fôrmas e leve ao forno preaquecido a 160 ºC, por cerca de 30 minutos.
Retire as fôrmas do forno e deixe o bolo esfriar para desenformar.
Recheio de crocante com baunilha
Leve o açúcar ao fogo brando, até obter ponto de caramelo. Retire do fogo, acrescente as avelãs, misture bem e despeje sobre uma superfície fria (como mármore).
Depois de frio, triture a mistura com um rolo de macarrão. Reserve esse crocante. Abra a fava de baunilha no sentido do comprimento, separe as sementes e leve-as à fervura, junto com o leite.
Bata as gemas com o açúcar e misture-as ao leite, no fogo, mexendo até engrossar. Retire do fogo e bata na batedeira em velocidade máxima até esfriar. Acrescente a manteiga e bata por mais 2 minutos.
Retire da batedeira e misture delicadamente o crocante de avelãs que estava reservado.
Calda (para regar o pão-de-ló)
Misture os ingredientes da calda e leve ao fogo baixo. Depois de ferver, acrescente o rum. Retire do fogo e reserve.
Finalização do pão-de-ló e do recheio
Corte cada bolo em duas partes iguais, obtendo assim quatro círculos.
Comece a montagem, colocando sobre um prato uma camada de bolo, regando com a calda (todas as camadas de bolo devem ser regadas com a calda). Continue a montagem intercalando o recheio de crocante com as camadas de bolo. Finalize com o bolo.
Leve à geladeira para firmar bem, antes de espalhar a cobertura.
Cobertura do bolo
Misture a água com o creme de leite e leve ao fogo até aquecer bem. Retire do fogo antes de ferver. Acrescente o cacau, o açúcar e a glicose.
Misture bem e por último junte a gelatina. Misture até dissolver.
Retire do fogo e imediatamente coloque em um recipiente com gelo para interromper o cozimento. Mexa constantemente, até obter uma cobertura grossa. Espalhe a cobertura no bolo e leve à geladeira até a hora de decorar.

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Brownies de chocolate meio amargo

6 colheres (sopa) de manteiga sem sal
170g de chocolate meio amargo
1/4 xícara (chá) de cacau em pó
3/4 xícara (chá) de farinha de trigo
1/4 de colher (chá) de fermento em pó
1/4 de colher (chá) de sal fino
1 xícara (chá) de açúcar
2 ovos grandes
2 colheres (chá) de essência de baunilha
Preparo:
Aqueça o forno a 170º. Forre uma forma quadrada com papel alumínio ou vegetal, deixando uma borda de 2 dedos de fora da forma. Unte com manteiga o papel, exceto a parte de fora e reserve a forma.
Coloque a manteiga, o chocolate cortado em quadrados e o cacau numa tigela média à prova de calor, ponha em banho-maria e mexa até o chocolate e a manteiga estarem derretidos. Retire do fogo e deixe esfriar ligeiramente.
Numa outra tigela misture a farinha, o fermento e o sal. Reserve.
Numa outra vasilha coloque o açúcar, os ovos e a baunilha, bata até ficar pálida, cerca de 4 minutos. Adicione a mistura de chocolate e bata até ficar bem misturado. Junte a mistura da farinha e bata raspando os lados da tigela para ficar bem homogênea. Deite o preparado na forma e leve ao forno.
Estará pronto quando puser no centro um palito e este sair com umas migalhas grudadas, mas não molhado, após 30 a 35 min. Deixe esfriar um pouco na forma, mais ou menos 15 minutos. Retire da forma, puxando pelo papel e deixe esfriar por completo numa grade própria antes de cortar em quadrados.
Fonte: Revista Blue Cooking
dica blue: escolha chocolates de diferentes intensidades , conforme o seu gosto.

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

FILOSOFIA DO GOSTO

CONTEUDO COPIADO DO SITE SABOR E ARTE

O premiado chef brasileiro Alex Atala explica o processo de criação usado emsua cozinha, que agora conquista a Europa Depois de conquistar uma legião de admiradores no Brasil com sua cozinhacriativa, autoral e requintada, o chef Alex Atala, do restaurante paulistanoD.O.M., tem encantado também platéias na Europa. Nos últimos tempos, eleparticipou de eventos gastronômicos na Espanha, França e Itália, nos quaischamou a atenção do público e da mídia especializada pelo domínio da técnicapela utilização de produtos brasileiros típicos e também por um talentoexibido apenas pelos grandes cozinheiros, a capacidade de fundamentarracionalmente seu trabalho. A prestigiada revista espanhola Apicius, aodivulgar recentemente mais uma versão de seu caderno especial sobre altagastronomia, com as tendências do momento, dedicou um capítulo exclusivo aAlex Atala, uma verdadeira aula de filosofia do gosto. O interesse culturalse explica. Ao fazer uma ampla reflexão sobre a culinária que pratica, ochef paulistano encontrou uma similaridade entre sua cozinha e o pensamentodo antropólogo belga Claude Lévi-Strauss, que deu aulas em nosso país einfluenciou várias gerações de intelectuais brasileiros. A partir de seusestudos, Atala desenvolveu uma espécie de pontos cardeais do sabor e ointeressante conceito de que a criatividade é um jogo entre ingredientesestáticos e dinâmicos. Educado na França, Lévi-Strauss veio ao Brasil pela primeira vez na décadade 1930, como integrante do grupo de professores estrangeiros que ajudou aimplantar a USP, a Universidade de São Paulo. Nessa época, fez muitasviagens ao Planalto Central e à Amazônia para estudar os costumes e os mitosque fazem parte da cultura dos bororós e de outras tribos indígenas. Aexperiência rendeu vários livros, como Tristes Trópicos. Em 1964, oantropólogo do Estruturalismo lançou sua obra mais importante: Cru e Cozido,parte da trilogia Mitológicas. Alex Atala, que se formou em 1994 na Escolade Hotelaria de Nammur, na Bélgica, diz que sofreu forte impacto com esselivro, base de suas futuras reflexões. Ao sistematizar a transição do sernatural para o ser cultural, Lévi-Strauss defende que no momento em queaprende a controlar o fogo o homem ultrapassa a crua realidade imposta pelanatureza e passa a criar um universo diferente, cultural. A teoria pode ser visualizada melhor em um gráfico que tem como centro ofogo, cujo domínio foi um elemento primordial da civilização. Em um extremo,ele coloca o cru e, no outro, o cozido, agregando na continuação o podre,que é para onde todos os ingredientes voltam, para começar um novo ciclo.Atala ficou fascinado por essa estrutura simples, que considera cozinhar atransformação do cru em cozido por meio de técnicas variadas, que nãonecessariamente passam pelo fogo, seja no universo salgado, seja no doce.Cada ingrediente cru tem um sabor natural e ao ser cozido potencializa seudulçor, destacando também o ácido da podridão. Mas o chef sentiu que faltavaum norte ao esquema de Lévi-Strauss e sugeriu completar com o tostado,obtido pela exposição direta de um ingrediente ao fogo, acrescentando aográfico o amargo. Cru/natural, cozido/doce, tostado/ amargo e podre/ácidosão, portanto, os pontos cardeais do sabor. Atala seguiu adiante. Observou que o paladar de um gourmet rejeita todos osingredientes que estejam extremamente cozidos, podres, crus ou tostados.Conscientemente, não comemos nada podre. Ainda assim, os vinhos e os queijossão fruto da fermentação, que não deixa de ser uma forma controlada depodridão. Com esse raciocínio, Atala desenvolveu uma escala intermediáriaaté chegar a cada um dos extremos. No eixo que culmina com podridão e ácido,por exemplo, incluiu iogurte, vinhos, queijos, faisandé (caça) e vinagre. Nocaso dos ingredientes crus, colocou entre eles e o fogo processos decozimento a frio, como osmosis, salgas, marinadas, escabeches e osdesidratados (tomate seco). Sabores dinâmicos e estáticos Os quatros pontos cardeais de sabor, esquema construído por Alex Atala apartir das idéias de Lévi-Strauss No lado oposto, o dos cozidos, trabalhou crescendo os pontos de cocção. Nosprocessos de estabilização, ou branqueamento, os ingredientes estão menosexpostos à temperatura. Já o al dente é o que se considera em gastronomia oponto ideal de cozimento. A seguir, vêm os cozimentos intensos, ossobrecozidos, como os utilizados nas batatas para fazer purê, ou nas carnesdo ragù. Por fim, os tostados, primeira experiência do homem primitivo aocolocar um alimento sobre brasas quentes. A exposição direta de umingrediente ao fogo e a conseqüente caramelização evidenciam os saboresamargos. A escala entre o fogo e o profundamente tostado começa com amêndoastostadas. O ponto de tostado perfeito é chamado de “golden brown”. Acima,como exemplo de ingredientes que vão além do ponto ideal gastronômico, estãocacau 100% e café torrado e moído. Normalmente, ninguém come cacau 100% ou grãos de café torrado. Por isso, ochef paulistano classificou todos os sabores em dois planos: os estáticos eos dinâmicos. O cacau puro é um ingrediente estático, de difícil manipulaçãomas quando se acrescenta açúcar, leite e manteiga de cacau obtém-se ochocolate, que é dinâmico. Acontece o mesmo com o grão de café. Às batatassupercozidas, que são ingredientes estáticos, acrescentamos manteiga e leitepara fazer um purê, sabor dinâmico. Voltando a sua rosa-dosventos dossabores, Atala conclui que é o cozinheiro quem transforma um ingredienteestático em dinâmico ao encontrar a distância ideal que o separa do fogo,elaborando assim as combinações agradáveis ao paladar. É obrigação docozinheiro conhecer intimamente os ingredientes com os quais trabalha esaber chegar ao ponto ideal, afirma ele. Os sabores dinâmicos são a base do dia-a-dia da cozinha e interagemfacilmente entre eles. Os estáticos não se comunicam com a mesma facilidade.Mas quanto mais o cozinheiro desenvolver seus conhecimentos sobre os saboresestáticos, mais nuances vai conseguir no universo dos dinâmicos. Muitosingredientes brasileiros típicos são estáticos, como a tapioca, de saborinsípido, e o cupuaçu, fruta de sabor forte. Em seu processo de criação denovos pratos, Atala vai da teoria à prática. Um prato emblemático é a saladade abobrinha com lula, lagostim, castanha-de-caju e pimenta-de-cheiro – umingrediente estático, de aroma e sabor fortes. O tempero leva azeite,concentrado de tangerina, tabasco, vinagre e ervas. A receita faz um bomjogo de texturas e diferentes matizes de acidez, com diversos elementos dográfico de sabores. Os crus são representados por abobrinha e ervas; oscozidos, pelo concentrado de tangerina; os tostados, pela castanha-de-caju;a podridão, pelo vinagre e tabasco; e a lula e o lagostim estão al dente. Umcozinheiro só é cozinheiro quando consegue racionalizar e trabalhar ouniverso de sabores encontrado a seu redor. Precisa expandir seus horizontespesquisar, dominar as técnicas e os ingredientes, aromas e texturas paraincorporá-los a seu cotidiano. Por tudo isso, Atala é um mestre em sua profissão.

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

UVAS GENETICAMENTE MODIFICADAS


Pesquisadores italianos e franceses recentemente mapearam o genoma da vitis vinifera. O feito foi realizado com base em uma amostra da pinot noir, a famosa uva tinta da borgonha, que produz um dos vinhos mais elegantes e complexos do mundo.Com base nesse mapeamento genetico, o produtor poderá fazer cruzamentos, criar clones e identificar cepas mais resistentes a doenças. De acordo com Jean Weissnbach, um dos envolvidos no projeto, a vitis vinifera foi escolhida porque trata-de de uma espécie muito sensível a várias fitopatogenias. Para eliminar, ou pelo menos reduzir essas fitopatogenias, a idéia é identificar os genes mais resistentes. Uma feita esta identificação, poderá ser produzido cepas mais fortes para cruzamento ou transferência de genes para outras espécies.Essa conquista poderá ter sérias e profundas consequências para a indústria do vinho. Por exemplo, produtor poderá através de manipulações geneticas obter nuances totalmente novas e inesperadas.Mas nem tudo são flores. Há uma série de consequências que podem trazer problemas. Um deles é a superprodução. Outro perigo é a contaminação, ou até mesmo a destruição de outras espécies, se a pesquisa não for feita com muito cuidado.Será possível obter um vinho ao nível de 1er gran cru pelo preço de um vinho corriqueiro, do dia-a-dia ? Já imaginou um chateau Margaux pelo preço de 30 reais ? Se for possível, será ótimo para o consumidor mas seguramente péssimo para os tradicionais produtores da classificação de 1855. E como ficará o conceitos como terroir, tipicidade no contexto de vinhos feito a partir de uvas GM(geneticamente modificada)? Essas e outras consequências imprevisíveis é o preço que se paga ao brincarmos de Deus. A engenharia genêtica é um fato e sua aplicação no mundo é um processo irreversível. Muitos dos benefícios que hoje usufruimos tais como remédios e alimentos são resultados desta ciência. Mas, como tudo na vida, é uma moeda de dois lados : tem seus aspectos positivis mas, tem também suas consequências.Para maiores informações sobre uva GM, acesse o link : http://www.i-sis.org.uk/GMGrapevines_and_ToxicWines.php

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Receita Prática e fácil


"sugestão retirada do blog do culinarista Mauro Rebelo"

Torta de Frigideira (Receita Prática)



Esta receita faz parte da apostila "RECEITAS COM CARNE MOÍDA"
Apostilas Digitais (envio por e-mail) do Culinarista Mauro Rebelo - http://www.bemcomer.com.br/

Ingredientes:3 ovos
1/2 xícara (chá) de leite
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
2 dentes de alho amassados
1/2 cebola ralada
1/2 colher (chá) de sal
3 colheres (sopa) de óleo
1 xícara (chá) de carne moída pronta
Modo de Preparo:
Bata os ovos e junte o leite, a farinha de trigo, o fermento, o alho, a cebola e o sal. Numa frigideira antiaderente pequena, aqueça o óleo e espalhe metade da massa. Distribua a carne sobre ela e cubra com a massa restante. Frite, em fogo médio, por 8 a 10 minutos, virando na metade do tempo. Retire do fogo e sirva. Você pode utilizar outros recheios:CamarõesCarne seca com catupiry,Bacalhau,Palmito
Rendimento: 4 porções

terça-feira, 4 de setembro de 2007

terça-feira, 21 de agosto de 2007

Brownie - como fazer a receita do youtube

ver no youtube no endereço no final do blog
100g de manteiga
45g de cacau em pó
225g de açúcar
2 ovos
1 colher chá de baunilha (acredito que deva ser +/- isso)
45g de farinha
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de fermento em pó
+/- 100g de gotas de chocolate
Assar por 23min a 160º
Cmodo de fazer.
Misture o cacau em pó na manteiga derretida.Misture o açúcar e os ovos em outra vasilha, e adicione a manteiga com o cacau e a baunilha.Adicione a farinha e misture bem, em seguida adicione o fermento e o bicarbonato.Por último adicione as gotas de chocolate.Coloque em assadeira untada com manteiga e leve ao forno em temperatura de 160º por aproximadamente 22 minutos, e caso precise, deixe por mais alguns minutos.Não asse demais, pois o centro do brownie precisa ficar um pouco úmido.Deixe esfriar por cerca de 10 minutos antes de corta

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Lançamento filme: Sem Reserva

Sem Reservas é o novo filme do diretor Scott Hicks, de Shine - Brilhante. A obra é uma adaptação do longa-metragem europeu de 2001 Simplesmente Martha. Para a realização do longa, os atores Aaron Eckhart e Catherine Zeta-Jones tiveram duas semanas de aulas de culinária com o chef Michael White. Antes deste papel, a atriz mal sabia fritar um ovo. Abigail Breslin, a indicada ao Oscar por Pequena Miss Sunshine, também aprendeu alguns truques de cozinha com sua personagem

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Sobre Refrigerantes

Leia e tire suas conclusões.....
"AULA Sobre REFRIGERANTES"
Na verdade, a fórmula "secreta" da Coca-Cola (CC) se desvenda em 18segundos em qualquer espectrômetro-ótico, e basicamente até os cachorros a conhecem.Só que não dá para fabricar igual, a não ser que você tenha uns 10 bilhões dedólares para brigar com a CC na justiça, porque eles vão cair matando
A fórmula da Pepsi tem uma diferença básica da CC e é proposital exatamente para evitar processo judicial. Não é diferente porque não conseguiram fazer igual não, é de propósito, mas próximo o suficiente para atrair o consumidor da CC que quer um gostinho diferente com menos sal e açúcar.Entre outras coisas, fui eu quem teve que aprender tudo sobre refrigerante gaseificado para produzir o guaraná Dolly aqui, que usa o concentrado Brahma. Está no mercado até hoje, mas falhou terrivelmente em estratégia promocional e vende só para o mercado local, tudo isso devido à cabeça durade alguns diretoresTive que aprender química, entender tudo sobre componentes de refrigerantes, conservantes, sais, ácidos, cafeína, enlatamento,produção de label de lata, permissões, aprovações e muito etc. e tal. Montei um mini-laboratório de análise de produto, equipamento até para analisar quantidade de sólidos, etc. Até desenvolvi programas para PC para cálculo da fórmula com base nos volumes e tipo de envasamento (plástico ou alumínio), pois isso muda os valores e o sabor. Tivemos até equipe de competição em stock- car ...
Tire a imensa quantidade de sal que a CC usa (50mg de sódio na lata) e você verá que a CC fica igualzinha a qualquer outro refrigerante sem-vergonha eporcaria, adocicado e enjoado.É exatamente o Cloreto de Sódio em exagero (que eles dizem ser "very low sodium") que refresca e ao mesmo tempo dá sede em dobro, pedindo outro refrigerante,e não enjoa porque o tal sal mata literalmente a sensibilidade ao doce, que também tem de montão: 39 gramas de "açúcar"(sacarose).É ridículo, dos 350 gramas de produto líquido, mais de 10% é açúcar Imaginenuma lata de CC, mais de 1 centímetro e meio da lata é açúcar puro... isso dáaproximadamente umas 3 colheres de sopa CHEIAS DE AÇÚCAR POR LATAFórmula da COCA-COLA ?...
Simples: Concentrado de Açúcar queimado - Caramelo - para dar cor escurae gosto; ácido ortofosfórico (azedinho); sacarose - açúcar (HFCS- High FructoseCorn Syrup - açúcar líquido da frutose do milho); extrato da folha da planta COCA (África e Índia) e poucos outros aromatizantes naturais de outras plantas, cafeína, e conservante que pode ser Benzoato de Sódio ou Benzoato de Potássio, Dióxido de carbono de montão para fritar a língua quando você a toma e junto com o sal dar a sensação de refrigeração.O uso de ácido ortofosfórico e não o ácido cítrico como todos os outros usam, é para dar a sensação de dentes e boca limpa ao beber, o fosfórico literalmente frita tudo e em quantidade pode até causar decapamento do esmalte dos dentes, coisa que o cítrico ataca com muito menor violência, pois o artofosfórico"chupa" todo o cálcio do organismo, podendo causar até osteoporose, sem contar o comprometimento na formação dos ossos e dentes das crianças em idade de formação óssea, dos 2 aos 14 anos. Tente comprar ácido fosfórico para ver as mil recomendações de segurança e manuseio (queima o cristalino do olho, queima a pele, etc.). Só como informação geral, é proibido usar ácido fosfórico em qualquer outro refrigerante, só a CC tem permissão... (claro, se tirar, a CC ficará com gosto de sabão).O extrato da coca e outras folhas quase não mudam nada no sabor, é mais efeito cosmético e mercadológico, assim como o guaraná, você não sente o gosto dele, nem cheiro, (o verdadeiro guaraná tem gosto amargo) ele está lá até porque legalmente tem que estar (questão de registro comercial), mas se tirar você nem nota diferença no gosto.O gosto é dado basicamente pelas quantidades diferentes de açúcar, açúcar queimado, sais, ácidos e conservantes.
Tem uma empresa química aqui em Bartow, sul >de Orlando. Já visitei os caras inúmeras vezes e eles basicamente produzem aromatizantes e essências para sucos.Sais concentrados e essências o dia inteiro, caminhão atrás de caminhão!Eles produzem isso para fábricas de sorvete, refrigerantes, sucos, enlatados,comida colorida e aromatizada.Visitando a fábrica, pedi para ver o depósito de concentrados das frutas,que deveria ser imenso, cheio de reservatórios imensos de laranja, abacaxi,morango, e tantos outros (comentei)...
O sujeito olhou para mim, deu uma risadinha e me levou para visitar os depósitos imensos de corantes e mais de 50tipos de componentes químicos. O refrigerante de laranja, o que menos tem é laranja; morango, até os gominhos que ficam em suspensão são feitos de goma(uma liga química que envolve um semi-polímero). Abacaxi é um festival de ácidos e mais goma. Essência para sorvete de Abacate? Usam até peróxido de hidrogênio (água oxigenada) para dar aquela sensação de arrasto espumoso no céu da boca ao comer, típico do abacate. O segundo refrigerante mais vendido aqui nos Estados Unidos é o Dr. Pepper, o mais antigo de todos, mais antigo que a própria CC. Esse refrigerante era vendido obviamente sem refrigeração e sem gaseificação em mil oitocentos e pedrada, em garrafinhas com rolha como medicamento, nas carroças ambulantes que você vê em filmes do velho oeste americano. Além de tirar dor de barriga e unha encravada, também tirava mancha de ferrugem de cortina, além de ajudar a renovar a graxa dos eixos das carroças. Para quem não sabe, Dr. Pepper tem um sabor horrível, e é muito fácil de experimentar em casa: pegue GELOL spray, aquele que você usa quando leva um chute na canela, e dê um bom spray na boca! Esse é o gosto do talfamoso Dr.Pepper que vende muito por aqui.Refrigerante DIETQuer saber a quantidade de lixo que tem em refrigerante diet? Não uso nem para desentupir a pia, porque tenho pena da tubulação de pvc...Olha, só para abrir os olhos dos cegos : os produtos adocicantes diet têm vida muito curta. O aspartame, por exemplo, após 3 semanas de molhado passa a ter gosto de pano velho sujo.Para evitar isso, soma-se uma infinidade de outros químicos, um para esticar a vida do aspartame, outro para dar buffer (líquido >turvo, >outro para manter o terceiro químico em suspensão, senão o fundo do refrigerante fica escuro, outro para evitar cristalização do aspartame, outro para realçar, dar"edge" no ácido cítrico ou fosfórico que acaba sofrendo pela influência dos 4 produtos químicos iniciais, e assim vai... a lista é enorme.Depois de toda essa minha experiência com produção e estudo de refrigerantes, posso afirmar:Sabe qual é o melhor refrigerante?Água filtrada, de preferência duplamente filtrada, laranja ou limão espremido e gelo, mais nada, nem açúcar nem sal.(AUTOR: ANÔNIMO - por motivos óbvios)

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Fatias Hungaras


fonte blog cantinho da Nani: http://lugarzinhodanani.blogspot.com/
Agradeço a Elaine pela receita


2 tabletes de fermento ou um pacote do fermento granulado (eu uso sempre o granulado)

1 xícara(chá) de óleo ( não muito cheia )

3 xícaras (chá) de água morna ou leite (eu uso metade água metade leite)

2 ovos

1 pitada de sal

½ xícara (chá) de açúcar

1 k de farinha de trigo ( + ou - )

Margarina para untar a massa quando aberta

Para a farofa do recheio

100gr de coco

1/2 xícara (chá) de açucar

Modo de fazer

Bater no liquidificador todos os ingredientes menos o trigo que só vai ser misturado depois que tirar do liquidificador até o ponto da massa desgrudar da mão. Deixa dobrar de volume (para adiantar o processo eu aqueço o forno,desligo e coloco a massa lá dentro).Abrir a massa, espalhar margarina e uma farofa de açúcar com coco ralado (1x1). Se quiser, acrescente passas ou frutas cristalizadas. Enrolar como rocambole, cortar com a largura de uns 2 cm e coloca deitado em forma untada e enfarinhada e deixar crescer novamente.Depois que tirar do forno, umedecer com um pouco de leite misturado com açúcar.

terça-feira, 7 de agosto de 2007

O vinho no século XIX


Napoleão disse: "Na vitória, você merece champanhe; na derrota, você precisa dele".

No começo do século XIX, os ingleses gastaram muito de seu tempo com as guerras napoleônicas, operando de Portugal. Por causa dessas guerras, os ingleses se viram incapazes de manter um suprimento regular de vinho francês e, por isto, se voltaram para Portugal. O vinho do Porto se tornou o preferido na Inglaterra nesta época.O champanhe também ganhou preferência na Europa do século XIX. A francesa Nicole-Barbe Clicquot-Ponsardin dinamizou a indústria do champanhe e fez dele o vinho celebridade do mundo. Ela descobriu maneiras mais fáceis de remover o sedimento do champanhe e substituiu esre sedimento por açúcar, vinho e brandy. Ela também organizou a produção de champanhe de modo que ele pudesse ser feito em uma linha de montagem, tornando essa bebida realmente "moderna".No século 20, os vinhos do Novo Mundo começaram a desafiar os do Velho Mundo. Na América, Thomas Jefferson estava convencido de que a falta de vinhos finos em seu país estava levando os americanos a beber muito mais licores pesados. Esta idéia se propagou após sua morte e influenciou a maneira como os americanos viam o vinho no futuro. Ohio foi a primeira região americana a cultivar uvas com sucesso. Sua glória foi curta e em pouco tempo a Califórnia tomou o seu lugar. Em 1889, vinhos deste estado ganharam 20 das 34 medalhas em uma competição internacional em Paris.Na Austrália, um imigrante chamado James Busby iniciou a indústria do vinho no Vale dos Caçadores. Embora seus vinhos fossem de boa qualidade, não havia mercado para eles, que só vieram a ter aceitação internacional muitos anos depois.Embora o século XIX tenha sido considerado a Era de Ouro dos vinhos de Bordeaux e de Bourgogne, ficou marcado por uma tragédia para essas regiões. Por volta de 1863, muitos vinhos franceses começaram a sofrer de misteriosa doença, que se descobriu ser resultante da Phylloxera (em grego, folha seca). Tratava-se de uma praga originária da América, um gênero de insetos muito pequenos e danosos às plantas. Descobriu-se, porém, que na América essa praga não atacava as raízes das videiras; então, os produtores usaram raízes americanas para enxertar suas videiras, reduzindo em parte a destruição. Mesmo assim, por causa da Phylloxera, muitas das vinhas francesas tiveram que ser replantadas ao final do século XIX.
fonte: o vinho e seus prazeres.

quinta-feira, 2 de agosto de 2007

Uma Sugestão para os leitores de Portugal



Esta receita vai para os meus leitores Portuguêses...Para evitar dúvidas, copiei de um blog de Portugal ( http://cincoquartosdelaranja.blogspot.com/) uma sugestão de lombo de porco....Pensei homenagear a cidade de Montijo, próxima a Lisboa, por concentrar diversas industrias de embutidos e de derivados de carne de porco e por se tratar do sobrenome de minha família ( Montijo).

Receita:

Ingredientes para 4 pessoas

- 1 kg de lombinhos de porco limpos de gorduras

- 3 dl de cerveja- 3 cebolas médias cortadas em quartos

- 2 colheres (sopa) de banha

- 6 cravinhos-

2 folhas de louro partidas em pedaços

- 4 dentes de alho picados finamente

- 2 colheres (chá) de pimentão-doce(Páprika)

- azeite q.b.- sal & pimenta

- 1 colher (chá) de mostarda de Dijon

- 1 colher (chá) de amido de milho (maizena)

- 2 Laranjas

1. Preparar uma pasta com a banha, os dentes de alho picadinhos, o louro, o colorau, o sal e a pimenta.2. Com esta pasta barrar muito bem o pedaço de lombo de porco e colocá-lo numa assadeira de barro.3. Descascar as cebolas e cortá-las em quartos. Colocar os cravinhos nos pedaços de cebola e dispô-los em volta da carne.4. Regar a carne com 2 dl de cerveja e deixar estar a tomar gosto durante 30 minutos.5. Antes de ir ao forno, regar a carne com um pouco de azeite.6. Quando a carne estiver assada, retirar o molho e as cebolas. Manter a carne dentro do forno apagado para não arrefecer.7. Ao molho, retiram-se os cravinhos e o louro. Tritura-se.8. Numa tigela, misturar a farinha Maisena, a mostarda e a cerveja. Mexer muito bem.9. Levar o molho da carne ao fogo (lume) e juntar aos poucos o preparado com a Maisena. Mexer bem e deixar apurar um pouco.10. Cortar o lombo às fatias e servir com legumes cozidos, gomos de laranja e o molho.
O molho é o segredo deste prato.

segunda-feira, 23 de julho de 2007

Receita do Bolo de Polvilho





Ingredientes:



1 copo de polvilho doce (dependendo do tamanho dos óvos, pode-se juntar até + 1/2 copo), três ovos, meia xícara de café de água, sal a gosto (usei 1 colher de chá), meio copo de óleo, sal a gosto e 200g de queijo ralado. Bater no liqüidificador, colocar para assar em forma de bolo com buraco no meio por 25 minutos. É uma delícia. A massa triplica de tamanho e fica crocante por fora e macia por dentro. O sabor lembra pão de queijo , fica uma sugestão para o fim de semana.


Como podem ver, assei em forma de aluminio batido(ela parece uma panela, bem grossa), diretamente sob a chama do fogão mas, quem não tiver esta forma, pode assar na forma de assar bolo em forno quente.





New Rich??

O gosto por vinho dos novos ricos limpa carteiras assim como palatos Por Jenny Wiggins Em Londres / Financial Times
Os vinhos finos estao se tornando cada vez mais inacessiveis para oscolecionadores tradicionais, na medida em que novos compradores cheiosde dinheiro da Russia e da China e londrinos ricos com grandes bonuspressionam os precos que atingem altas recordes.Comerciantes de vinho dizem ter visto a entrada do dinheiro novo embusca dos melhores vinhos, na medida em que o crescimento economicocriou bolsoes de riqueza pelo mundo e novas fontes de demanda.O indice Liv-ex 100, dos 100 melhores vinhos para se investir (90% daregiao produtora de vinho francesa de Bordeaux), aumentou 42% nesteano. O indice, usado por 155 atacadistas, esta em seu mais alto niveldesde sua criacao, em 2000.O Chateau Lafite Rothschild 1996 tem sido vendido a 7.000 libras(cerca de R$ 28.600) por caixa, subindo de 4.200 libras (cerca de R$16.000) ha seis meses; o Château Mouton Rothschild 1998 passou de1.500 libras (cerca de R$ 5.700) para 2.600 (cerda de R$ 9.930) ; e oChateau Latour 2004 subiu de 2.050 (cerca de R$ 7.800) libras para3.200 (cerca de R$ 12.200).Stephen Williams, diretor executivo da loja londrina Antique Wine,disse que os conhecedores tradicionais de vinho em geral comecamtomando vinhos mais baratos e vao subindo gradualmente, mas "o'dinheiro novo' quer beber vinho bom desde o início... nao quer irsubindo gradualmente, quer subitamente uma adega inteira".Stephen Browett, diretor de compras da Farr Vintners de Londres, disseque vendeu 17 caixas de Chateau Lafite 2003 nas duas ultimas semanaspor 7.000 libras (cerca de R$ 26.700) cada - o dobro do preco de umano atras. "E as pessoas ainda estao pedindo", disse ele,acrescentando que o vinho foi vendido, na maior parte, paracompradores do Reino Unido e da Asia. Williams esta programandodegustacoes de vinho no novo Ritz-Carlton em Moscou, aberto ha duassemanas.O hotel tem sua propria adega, chamada "Pétrus", nome de um dosprincipais chateaux, com mais de 800 garrafas, inclusive um ChateauPetrus Grand Cru de 1961 por US$ 68.000 (em torno de R$ 136.000).A debilidade do dolar americano em relacao a libra e ao euro provocouuma queda na demanda para bons vinhos por compradores americanos, masnovos clientes vem surgindo na Europa Oriental, Asia e America do Sul.Justin Gibbs, diretor do Liv-ex, disse: "Tanto a Russia quanto a Chinasao fontes de bastante demanda bem no topo".Gibbs acrescentou que os compradores de vinho desses mercados tendem afavorecer os mais caros, os "premiers crus".
Traducao: Deborah Weinberg

terça-feira, 17 de julho de 2007

Biscoito da minha terra

Biscoito de queijo

• 500 g de polvilho doce

• 400 g de queijo-de-minas curado

• 3 a 4 ovos

• 1 pitada de sal

• 300 g de margarina

Como fazer Biscoito de queijo
Numa gamela, juntar o polvilho, o queijo ralado (no ralo fino), o sal e a margarina. Sovar bem e adicionar os ovos, um a um, sovando até o ponto de enrolar. Modelar os biscoitos em forma de meia-lua, pôr num tabuleiro (sem untar) e levar ao forno pré-aquecido (250 graus) por 15 a 20 minutos. Quando começar a corar, estará pronto

terça-feira, 10 de julho de 2007



Risoto

História:


O risoto foi criado ao acaso, ele é um prato típico italiano e a história conta que ele “nasceu” em uma festa de casamento no ano de 1574, o risoto com arroz branco ou “Risotto alla milanese” foi inventado pela mãe do mestre Valério di Fiandra, responsável pelos vitrais da catedral de Milão.O artista era muito sábio no dosar e mesclar as cores em suas obras de arte e conhecido também por apreciar a boa comida e bebida de sua terra. Fiandra ia seguido a uma taberna local onde podia apreciar um bom vinho. Sem imaginar, sempre que mestre Fiandra estava em meio aos vinhos e às delícias da cozinha italiana, sua filha observava escondida tudo o que acontecia naquele "local proibido". Com o tempo, a jovem acabou apaixonando-se pelo filho do proprietário da taberna, e em setembro de 1574 os dois casaram-se. Durante os preparativos da festa de casamento, Fiandra deixou cair um pedaço de açafrão dentro do risoto. A lenda conta que a atitude de Fiandra foi uma demonstração de ciúmes pela filha. O resultado dessa mistura acidental foi conhecido no final da noite quando os convidados começaram a procurar o cozinheiro da saborosa invenção. Nascia o Risoto Branco ou Risoto alla Milanese (Risoto a milanesa), o mais tradicional de todos os risotos.

Como fazer risoto (base)
videos editados em outro blog:sugestão e comentários do Bertola

Risotto: Passo a Passo
Quanto a cebola, adicioná-la no momento em que estiver tostando o arroz para evitar que ela queime e comprometa o visual do prato.
Tostando o arroz:
Adicionando Vinho e Brodo:
Finalizando o Risotto all'onda:
Empratando o Risotto:

Ps. o professor está explicando em italiano, mas é possivel tb escutar a tradutora do curso.
risoto clássico:
Ingredientes:
- Arroz (normalmente, a porção é calculada por punho: cada punho de arroz cruz = 1 porção)
- Caldo neutro (legumes ou ave – se usar o caldo em cubo , cuidado com o sal)
- Cebola cortada em brunnoise (cubos minúsculos, pois, em hipótese nenhuma a cebola pode aparecer, sendo este um dos segredos do verdadeiro risoto)
- vinho branco seco- sal- pimenta- queijo parmesão (de preferência, ralado na hora)
- manteigaLeve a cebola picada ao fogo, para refogá-la na manteiga, cuidando para não queimar.Quando dourar , adicione o arroz e refogue-o.Adicione o vinho e vá misturando até que o álcool evapore. Neste ponto, o arroz começa a ficar cremoso (solta de amido).Feito isso, vá adicionando o caldo, concha a concha até dar o ponto "al dente”.Toques indispensáveis:• Sempre use caldo quente;• Nunca, em hipótese nenhuma, pare de mexer. O movimento é o “0-800”: faz um 0 ao redor da panela e um 800 no centro.• Nunca deixe grãos de arroz grudados nas laterais, pois estes queimam ou ficam com ponto diferente.

•Tempo de preparo: aproximadamente 17 minutos e entre 10/12 minutos, adiciona-se o que vai dar o sabor.
• Use panela que possua laterais mais altas que as da frigideira, pois, ao final, você deverá deixar a colher parada e movimentar a panela para o efeito “onda”.
• Ao final, desligue o fogo e adicione a manteiga, queijo ralado e corrija o sal e a pimenta.
• O risotto é sempre servido “al dente”. Verifique isso da seguinte forma: coloque um grão na boca, chupe-o e tire-o da boa. Ele deverá estar com o centro branco.

segunda-feira, 9 de julho de 2007




Livro: Os Segredos da Cozinha do Vaticano


Autora:Escritora e jornalista especializada em gastronomia, Eva Celada é também presidente da Academia de Gastronomia de Palência, diretora da agência de imprensa Hydra, diretora e apresentadora do programa de gastronomia Con mucho gusto (Com muito gosto, transmitido pelo Popular TV) e colaboradora de diversos meios de comunicação. Também são de sua autoria os livros La Cocina de la Casa Real Española, La Cocina de la Casa de Albay, e No Haga Zapping, Haga la Cena.

Ao ver o menu de um jantar em homenagem a sua coroação, o papa João Paulo II disse humildemente: "Não precisava se incomodar, pizza e pasta era suficiente". Essa é uma das curiosidades reveladas pelo livro Os Segredos da Cozinha do Vaticano, de Eva Celada. Para a autora, a obra em questão é possivelmente a mais trabalhosa e complexa realizada por ela em sua carreira como escritora gastrômica. Uma das dificuldades em que esbarrou foi incluir na obra 20 séculos de gastronomia. Outro desafio foi conseguir levar a pesquisa adiante, dificuldade que a autora atribui ao "segredo excessivo com que o Vaticano afronta todo o doméstico que é considerado de 'índole privada' até alguns limites realmente curiosos.O livro descortina uma série de curiosidades e surpresas gastronômicas. A autora revela, por exemplo, que no século XIII, na Corte de Roma, consumia-se lagosta trufada; que o próprio Benedicto III sugeriu a receita dos ovos beneditinos sobre leito de bacalhau; e que as cozinhas vaticanas da Idade Média preparavam marzipan de água de rosas.Segundo Eva Celada, as principais características da cozinha do Vaticano são o consumo de aves e peixes, mariscos em combinação com outros produtos, como arroz e massas, embutidos e aperitivos, esses últimos, valorizados em todas as épocas. A lista da autora segue com tortas doces e salgadas apresentadas das mais variadas formas e molhos feitos com verduras. Ela conta ainda que outros componentes característicos são a sorveteria, a doceria e o tratamento da fruta.

quinta-feira, 5 de julho de 2007

Personal Chef é um serviço personalizado desenvolvido por Marilene Montijo onde ela vai até sua residência ou empresa e presta uma gama enorme de serviços:
- Você vai saber como preparar cardápios básicos, intermediários ou avançados.
- Vai saber como deixar tudo pré-preparado para quando suas visitas chegarem você dar um de mestre-cuca e finalizar os pratos na frente delas .
- Para você que ainda está em banho-maria, as aulas "in home" são uma excelente oportunidade para soltar o (a) grande chef que existe em você !
As aulas serão o tempero ideal para transformar aquelas simples receitinhas em pratos especiais tanto para o dia-a-dia, quanto para eventos grandiosos!
- Você tem a liberdade de escolher o tema da aula ou de solicitar um cardápio completo onde você passa pelas mais variadas formas de cocção, texturas, cores e sabores! Ou pode escolher uma aula no menu apresentado.
- aulas de culinárias;
- organização da dispensa, geladeira e freezer;
- compra de supermercado e hortifruti;
- eventos para grupos pequenos (jantares, almoços, café, chá, batizado, aniversário, brunch, confraternizações, datas especiais, etc);
- treinamento de equipes de cozinha e salão;
- capacitação de empregadas domésticas;
- desenvolvimento de cardápios;
- elaboração de pratos na casa do cliente (a comida é estocada em freezer/congelador ou geladeira e o cliente recebe todas as orientações de como proceder para reaquecer e apresentar os pratos);
- como cuidar da casa e cozinha- para noivas Aulas de gastronomia
-Disponho de aulas nos mais variados temas. As aulas funcionam no esquema de Aula Jantar, onde o aluno aprende a fazer o prato e no final é servido um jantar com as preparações da aula. Personal Chef- Serviço de produção da parte gastronômica de seu jantar ou evento, onde a Chef vai fazer as preparações em sua casa ou evento.
-Consultoria para hotéis, bares e restaurantes
- Avaliação por técnicos para a reestruturação da cozinha, com desenvolvimento de novo cardápio, receituário e fichas técnicas, bem como treinamento prático para os funcionários da cozinha. Produção de eventos
- Encarrego-me de toda a organização de seu evento, desde a locação do espaço, até os detalhes de decoração, locação de louças e utensílios, bem como a produção de toda a parte gastronômica. Caldos base para derivados
- Tenho pronta entrega, todos os caldos bases para derivados, como demi-glacè, caldo de carne e frango, fumet de peixe e molho ao sugo.
As encomendas podem ser feitas através do fone 31-8623.7158
e-mail:m.marilene@gmail.com

quarta-feira, 4 de julho de 2007

SOPA QUENTE DE FRUTAS VERMELHAS

Ingredientes
- 180 g de morango
- 80 g de cassis
- 80 g de framboesa
- 25 mL de licor de framboesa
- 60 g de açúcar
- 200 g de sorvete de creme
- 1 molho de hortelã (decorar)
- 100 mL de suco de limão
Modo de Preparo
Lave as frutas e corte os morangos em 4 partes iguais.
Faça um caramelo claro e coloque metade das frutas. Cozinhe por 1 minuto e acrescente o suco de limão. Passe no liqüidificador e reserve. Refogue a outra metade das frutas com açúcar, flambe com licor e, em seguida, adicione o caldo de frutas. Coloque em prato fundo e adicione uma bola de sorvete de creme em cima.
Decore com um ramo de hortelã.

LIVRO: ESTRELAS NO CÉU DA BOCA



Estrelas no céu da boca - escritos sobre culinária e gastronomia indaga a culinária e a gastronomia por dentro. Entende a sua lógica, expõe os seus passos e avalia os seus resultados. É um livro sobre cultura, não um guia prático de cozinha. Reflete sobre a gastronomia no Brasil e no mundo, a vanguarda e a tradição. E a sua novidade é esta - mostra que quem pensa sobre o que leva à boca jamais come gato por lebre.


Estrelas no Céu da Boca: Escritos Sobre a Culinária e Gastronomia - autor: Carlos Alberto Doria - Editora: SenacISBN: 8573594918Ano: 2006

-Primeira edição

-Número de páginas: 268

-Acabamento: Brochura

-Formato: Médio

-R$40,00

terça-feira, 3 de julho de 2007

Cozinhando no microondas

Recomendo uma visita ao site de Evelin Duarte

http://www.evelinduarte.com.br/tecmicro.php

boa leitura

segunda-feira, 2 de julho de 2007

NOTÍCIAS(vamos acompanhar os resultados)

ABAGA pede a todos os que atuam como cozinheiros a ficarem atentos a lei que reconhecerá a profissão.

25/6/2007

PROJETO DE LEI Nº 6.049/05 - do Sr. Alex Canziani - que "dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de Cozinheiro".
RELATOR: Deputado JOVAIR ARANTES.
PARECER: pela aprovação. Vista ao Deputado Eduardo Valverde, em 06/06/2007.
NÃO DELIBERADO.
Dia : 27/06/2007Local: Brasília/Câmara dos Deputados/Corredor das Comunicações

quinta-feira, 28 de junho de 2007

FERRAN ADRIÀ









Não se deixe iludir pela bela foto da página. A esfera amarelinha que brilha na colher é feita simplesmente de manga - devidamente tratada com produtos concebidos por Ferran Adrià, chef do El Bulli e cozinheiro mais famoso do mundo. Mas o rotundo bocado da fruta foi elaborado muito longe da Catalunha. Mais precisamente, no restaurante Sal, em São Paulo.

É muito provável que você não tenha ouvido falar em Algin, Calcic, Citras, Xantana. Corriqueiros como azeite de oliva na cozinha de Adrià, eles já se tornaram produtos disponíveis no mercado. Ferran e seu irmão, Albert, em parceria com a indústria Solé Graels, criaram as Texturas Bulli para que cozinheiros normais - inclusive os amadores - pudessem ter acesso às desconstruções e recriações do legendário restaurante da cidade de Roses.

Com o 'kit esferificação' em mãos, Paladar sugeriu a dois mestres-cucas que o testassem em suas cozinhas. Foram horas para a leitura do manual de instruções, para a escolha da receita certa e para o reconhecimento dos acessórios - como seringas especiais e medidores. Henrique Fogaça, do Sal, e Luciano Souza foram os escolhidos e, cada qual ao seu estilo, chegaram a resultados interessantes.

Se estamos destinados, no futuro, a incluir pílulas e aromas em nossa dieta, é algo que já não se enxerga mais com o catastrofismo de outras épocas. Pode ser divertido. E provavelmente até saboroso.
(SERVIÇO)Informações e onde comprar



Preços a partir de 6,85, conforme produto e quantidade. Porte internacional sob consulta
(matéria do jornal "Estadão" - 28.06.2007)

quarta-feira, 27 de junho de 2007

CAFÉ CREMOSO


1 SACHÊ DE CAFÉ SOLÚVEL TRADICIONAL (50 GR)

A MESMA MEDIDA DE ÁGUA FERVENTE (50 GR)

2 1/2 XIC. DE AÇÚCAR REFINADO


COLOCAR NA BATEDEIRA E BATER 10 MINUTOS....CONSERVAR NO FREEZER


Para tomar, coloque umas 2 ou 3 colherinhas desse creme em uma xícara e derrame leite ou água fervendo em cima, vai dar um café muito cremoso e saboroso.

PESQUISA DE OPINIÃO - NOME PARA PEQUENO RESTAURANTE


GOSTARIA DE CONTAR COM A COLABORAÇÃO DOS LEITORES DESTE BLOG


DEIXEM SEUS COMENTÁRIOS.


NOME: " GRAÇAS À DEUS " - gastronomia balanceada

Pequeno restaurante

Localização: Bairro região norte

Decoração: simples, rústica

Público: moradores da região, trabalhadores do comércio e hospital (classe c)

Serviço:Self service e atendimento para viagem

Cardápio: variado.... . voltado para a culinária mineira, com opções de saladas, sobremesas, etc.
Gostam : ( ) SIM ( ) NÃO

terça-feira, 26 de junho de 2007

Molhos Prontos (Utilidade Pública)





OS MOLHOS DE TOMATE QUE OFERECEM PERIGO À SAÚDE


Confira os molhos de tomate que oferecem perigo à saúde.
A associação Brasileira de Defesa do Consumidor - Pró-Teste, analisou trinta marcas de molhos de tomate industrializados.Dessas marcas, apenas oito são recomendadas ao consumo pela Pró-Teste.Dos enlatados, o Jurema Salsatelli foi apontado como o melhor do teste.Já o Cepera foi classificado como a escolha certa, o que significamelhor relação custo x benefício.Os outros cinco avaliados positivamente foram:Knorr-Cica Pomarola , Sendas , Great Value, Luppini Pronto e Fugini .Entre os molhos de caixinha, somente um é recomendado:Knorr-Cica Pomarola ,considerado como a escolha certa e o melhor do teste.


Durante o teste, foram encontrados pêlos de roedores em duas marcas:Tomatino (em lata) e Arisco Tarantella (em caixa). Em dezesseis molhos foram encontrados fragmentos de insetos e larvase, em alguns casos, o bicho foi encontrado inteiro.São eles:Big , Carrefour ,Cirio , Etti Salsareti , Mais por Menos , Olé , Peixe Tomatelli, Tomatento, Predilecta (todos em lata), Etti Salsaretti,Olé, Palmeiron, Parmalat , Peixe Tomatelli, Quero e Tomatino ( em caixa).Além disso, foi realizada uma avaliação para determinar possíveis contaminações que o produto pode sofrer. As marcas foram submetidas atemperaturas ideais para o desenvolvimento de microorganismos. Cinco delaproduziram gás e estufaram:Comprebem , Extra, Predilecta, Quero Marinara e Tradelli.
Ao final, foi concluído que sete produtos oferecem risco à saúde porterem propensão à deterioração. São eles:Comprebem, Extra , Quero Marinara, Predilecta, Tradelli e Tomatino (todos em lata) e Arisco Tarantella (em caixinha).
VAMOS LER E APÓS REPASSAR AOS NOSSOS AMIGOS
Todos estes foram eliminados do teste.
A Pró-Teste já entrou com ações nos Fóruns Central e do Jabaquara, em São Paulo, pedindo para tirar de circulação os produtos reprovados. O intuito é que haja a busca e a apreensão desses molhos de tomate nos supermercados da Companhia Brasileira de Distribuição (Extra e Pão de Açúcar), Carrefour e Wal-Mart (Big), conforme solicitado nas ações.VAMOS FICAR ATENTOS!

esta notícia foi mencionada no site da Pró-Teste:

sexta-feira, 22 de junho de 2007

FILME BEBER, COMER, VIVER

Sinopse:
Em meio a problemas familiares com suas três filhas, o Sr. Chu, o maior cozinheiro de Taipei, começa a se envolver com a Sra. Liang, uma viúva que muda para a vizinhança. Será que o Sr. Chu vai conquistar um novo amor com suas apetitosas receitas? Entretanto, antes que sua vida sentimental possa ser definida, as vidas de todos da família sofrem profundas alterações. Gravidez, despejo e morte, o destino reserva surpresas apimentadas para todos.

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Festa da gastronomia em SP

Blog do M. Katsuki

Muitos pontos de degustação de vinhos, queijos, espumantes, mas o grande salão ficou reservado para as sete faculdades participantes mostrarem os futuros talentos da gastronomia. E eles se esforçaram!. A Unip trouxe sabores ibéricos, com 'tortillas' e uma 'croqueta de jamón' divina (sem falar no 'arroz negro'). A Anhembi Morumbi preparava rolinhos vietnamitas na hora e caprichou na confeitaria. A Metodista surpreendeu com um 'pirarucu com bacon e pesto de rúcula' e um 'avestruz com presunto de parma e emulsão de coentro' que sumiu antes que eu pudesse provar. A Hotec serviu um 'harumaki' com camarão e molhos picante e adocicado. Enfim, a moçada deu um duro danado mas o resultado compensou. No fim da noite, Alex Atala - o mestre de cerimônia - convocou a brigada toda para cair no samba. Foi aquela farra.
[A Unip montou um bufê sofisticado com cozinha de inspiração ibérica]
[A Unicsul mostrou uma cozinha despojada com ótimos finger foods]
[A Metodista apresentou ousadas criações além de uma perfumada sopinha de inspiração thai]
[A Anhembi Morumbi destacou pratos com influências asiáticas e sua confeitaria delicada]
[Na Faenac provei uma vinagrete de beterraba na endívia que estava ótima]
[A Hotec mostrou uma inspirada cozinha fusion]
[A FMU trouxe uma bonita mesa com itens de inspiração mexicana]
[A FMU trouxe uma bonita mesa com itens de inspiração mexicana]

Couscous de Farinha de Milho e legumes

(Blog Trem Bom) sugestão não testada

6 colheres de sopa de óleo de canola
1 pitada de colorau em pó – usei cúrcuma
1 cebola média picada em pedaços pequenos
150g de vagem em rodelas tortas – piquei ervilhas tortas
1 berinjela pequena em cubos pequenos
2 folhas de alfavaca ou manjerona picada
2 xícaras de chá de farinha de milho
½ xícara chá de caldo de galinha ou de legumes
Sal e pimenta do reino moída na hora
1. Preaqueça o forno – 180oc. Unte 4 forminhas de furo no centro e reserve.
2. Aqueça 5 colheres de sopa do óleo com o colorau/cúrcuma numa frigideira e refogue a cebola, a vagem, a berinjela e a alfavaca até que fiquem bem macios; ajuste o sal e a pimenta do reino e reserve.
3. Bata a farinha de milho no processador usando a tecla pulsar até que fique menos espessa. Mas não muito fina. Regue com o caldo de galinha/legumes, acrescente os legumes, mexa bem e ajuste o tempero se necessário. Você quer ficar com uma massa homogênea. Pegue as forminhas e preencha-as com a massa.
4. Ponha as forminhas numa assadeira com água que cubra até metade de cada forminha e asse em banho Maria no forno por uns 20/25 min. Sirva com uma salada verde e azeite de oliva extra virgem.

Biscoitos Garibaldi ( Garibaldi biscuits)


(SUGESTÃO DO BLOG TREM BOM) não testada


115g de farinha de trigo – uma vez pesada, peneire
85g de manteiga sem sal, geladinha ( não dura de pedra, mas firme)
55g de açúcar, mas um pouquinho para polvilhar
115 de uva passas
1 ovo, batido
Preparo:
1.Pre-aqueça o forno – 180oC. Unte uma assadeira e reserve.
2. Ponha a farinha e manteiga numa tigela e misture com as pontas do dedo até ter como que uma farofa. Só então acrescente o açúcar e as passas e misture tudo.
3. Acrescente praticamente todo o ovo batido, deixando só um pouquinho de lado. Misture bem – você vai querer uma mistura homogênea mas não grudenta.
4. Transfira a massa para a assadeira previamente untada e espalhe bem com uma colher. A massa deve se espalhar completamente pela forma, e de espessura mais para fina. Pincele com o restante do ovo batido, e salpique com o restinho de açúcar.
5.Asse por uns 20 minutos, o suficiente para que os biscoitos fiquem dourados. Retire do forno e corte em retângulos antes que a massa esfrie. Transfira para uma grelha e deixe esfriar.

segunda-feira, 18 de junho de 2007

Flores para vcs.


Shot de Morangos com Vinho do Porto


Aqui fica uma sobremesa fresca, rápida e refrescante que será certamente apreciada quando chegarem os dias de calor!

Ingredientes:

250gr de morangos

1 iogurte natural
1 cálice de vinho do porto

Açúcar a gosto

sumo de 1 limão

folhas de hortelã
Preparação:
Lave e retire o pé dos morangos. Triture-os com a varinha mágica juntamente com o vinho do porto, o sumo de limão e as folhas de hortelã. Junte o iogurte natural, misture e adoce a seu gosto.Coloque em copos de shot, e leve à geladeira até servir.Antes de servir decore cada copinho com uma folhinha de hortelã

(Blog colher -de- pau)

COMENTÁRIOS DE UM ENÓLOGO - consultoria para um prato com Pinot Noir - Bourgogne

Se está querendo fazer um teste para ver como fica,tudo bem, pode misturar agridoce com pinot noir.Mas se o seu serviço é para ser profissional, não recomendaria um prato como este. A razão é que os intensos aromas e a doçura do prato combinam melhor com algo mais aromático. A harmonização clássica de comidas orientais é com vinhos a base de gewurztraminer. Se quiser provar, tente um vinho chamado "Sacred Hill" gewurztraminer/riesling que vende no supermercado Zona Sul (se é que vc é doRio..).Um prato típico da Borgonha, que se toma com o pinot,é o Boeuf Bourguignon, que é um ensopado de carne marinada com toucinho e vários temperos. Inspire-se em algo assim.Uma sugestão é procurar no www.bourgogne-recettes.com Ou então utilize o google para encontrar receitas com aves típicas da Borgonha.
(SUGESTÃO DE Pedro Portugal - site enogastronomia)

sexta-feira, 15 de junho de 2007

PORCO VINDALOO (INDIANO À MODA DE GOA)


sugestão do blog Elvira's Bistrot

Não existe nenhum prato que melhor represente a culinária de Goa, genuinamente indiana, mas muito influenciada pela cultura lusa. A palavra vindaloo é uma deformação de vinha de alhos, a marinada portuguesa básica. Há uns séculos atrás, não era comum encontrar carne suína na Índia. No entento, esta era levada de caravela até lá, dentro de pipas de madeira e mergulhada numa marinada que permitia a sua perfeita conservação durante a longa viagem de Portugal até à Índia: vinagre (ou vinho branco), paprica doce, alho e louro. Os Goeses adotaram o consumo de carne suína marinada, juntando-lhe especiarias locais. Assim nasceu o suculento prato de porco Vindaloo, ainda hoje presente nas ementas de todos os restaurantes indianos do mundo...



- 800 g de pernil sem osso cortado em cubos

- 1 cebola grande picada

- 4 dentes de alho picados finamente

- 1 folha de louro

- 100 ml de polpa de tomate

- 5 colheres (sopa) de azeite

- 1 colher de sopa de vinagre

- 4 cravinhos - 1 pau de canela- 1 colher (café) de grãos de pimenta- 1 colher (chá) de mostarda seca- 1 colher (chá) de gengibre em pó- 1 colher (chá) de sementes de cominhos- 1/2 colher (chá) de páprica doce- 1/2 colher (chá) de açafrão- 1/2 colher (chá) de açafrão das Índias (curcuma)- 1 colher (chá) de caril(curry) em pó- coentros frescos picados q.b.- sal & pimenta.

Preparação

Colocar os cubos de carne numa tigela. Juntar o vinagre, os alhos picados, o gengibre, a mostarda seca, as sementes de cominhos, os grãos de pimenta, a paprica doce, o açafrão, o caril, o curry, o pau de canela, a folha de louro, os cravinhos, sal e pimenta. Envolver e cobrir com película transparente. Deixar marinar por pelo menos 1 hora.Aquecer o azeite. Refogar a cebola picada até ficar mole e transparente. Adicionar a polpa de tomate, a carne e a marinada. Cobrir com uma tampa e cozinhar em fogo brando por aproximadamente 1 hora, ou até a carne se apresentar cozida e macia.Juntar pequenas quantidades de água de vez em quando se isso for necessário. Mexer de tempos em tempos.

Retirar do fogo e polvilhar com coentros picados. Acompanhar com arroz basmati.

Personal Chef

Aula de gastronomia
Local: Na sua casa!
Cidade: Belo Horizonte - MG
Formação: Formada em Gastronomia pela Faculdade Estácio de Sá de Belo Horizonte
Detalhes:
Aulas particulares para quem quer aprender a cozinhar, práticas e teórias.Técnicas de cocção, cortes, receitas e aprendizado básico de gastronomia.
Apostilas incluidas no curso.
Valor por pessoa R$ 100,00 (por aula) em grupo ou particular a combinar.
Hórarios disponíveis: Turmas à noite, aos sábados ou domingos
Os interessados poderão ligar para o cel. 031-8582.4905 Marilene Montijo - ou pelo e-mail m.marilene@gmail.com
As aulas poderão ser particulares ou se vc tem um grupo de amigas(os) (no maximo de 5) para que não comprometa o aprendizado

Sugestões

Sugestões
PRATOS SELECIONADOS

AULAS para quem estuda ou trabalha: À noite e aos sábados (consultar calendário) - cursos suspensos

-Curso Básico de Culinária
Dias: consultar calendário
Valor do Curso: R$390,00
Curso em 5 aulas.
Aprenda a cozinhar com técnicas faceis e rápidas,desde o corte de legumes e o preparo de um simples arroz a pratos mais elaborados como risoto e filé.
-Curso para secretárias do lar
Dias:Consultar calendário
Valor do Curso:250,00
Curso em 5 aulas
Aprenda armazenar e organizar geladeira, despensa e cozinha. Compras diárias, semanais e mensais.. Cardápio para 30 dias. cortes e preparo de alimentos. Cozinha básica do dia a dia com mais de 30 receitas.
-Curso de Risotos
Dias: consultar calendário
Horario:
Valor do Curso: R$150,00
Aula Única: R$90,00
Aprenda a diferença entre os tipos de arroz para risoto e para o que eles servem.. risotos diversos, risotos com frutos do mar e vegetais.
-Curso de Culinaria para Crianças
Dia: consultar calendário
Horario:aulas aos sábados de manhã ou à tarde
Valor do Curso: R$120,00 -
Aula : R$75,00
Curso dividido em duas aulas, na primeira as criancas aprendem a fazer pratos salgados e na segunda as criancas aprenderão pratos doces.
Para criancas de 07 a 12 anos.
-Curso de Saladas
Dia: Consultar calendário
Valor do Curso: R$80,00
Curso voltado para aqueles que querem sofisticar suas saladas com praticidade, utilizando ingredientes e temperos diferentes.
-Curso de sanduiches
Dia: Consultar calendário
Valor do Curso: R$70,00
1 aula - Curso voltado para aqueles que querem conhecer novos e sofisticados preparos, utilizando ingredientes e temperos diferentes

INSCRIÇÕES E INFORMACOES :
TELEFONES (31) 3433.9862
Deixe seu nome e e-mail para retorno
e-mail:m.marilene@gmail.com
mmontijo@bol.com.br